(Fotos: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO)

 

Esta semana, está sendo entregue a Escadaria das Bailarinas. Popularmente, ela era conhecida como Escadão da Alves Guimarães. Mas, há cerca de 30 dias, se tornou a Escadaria das Bailarinas. Em um mês, o novo nome já superou o antigo em menções no Instagram, além de atrair visitantes. O motivo da mudança é uma ação do nosso cliente Eduardo Kobra, coordenada pela Acontece Mercadologia, e viabilizada pela marca apoiadora. No caso a Danone, via Bonafont.

GRAFITE GRAFITE GRAFITE GRAFITE GRAFITE GRAFITE GRAFITE

A escolha do local surgiu após o Kobra percorrer diversos espaços da capital. “É a primeira vez que eu pinto uma escadaria. Ela é muito bonita, charmosa, tem uma área verde incrível, mas, obviamente, precisava ser recuperada”, conta ele. Por isso, a ação não só envolveu a pintura, mas também a reforma.

Segundo Gabriel Patrocínio, especialista no assunto: Place branding é o processo de pensar os lugares como marcas. Atenção para o termo “processo” não é uma fórmula mágica, um toque de gênio ou uma arte bacana, é um processo, cuidadoso e complexo. Place branding é o processo de identificar vocações, potencializar identidades e fortalecer lugares.

Antes utilizado apenas no mercado de bens e consumo, o Branding agora é direcionado às marcas de lugares em todo mundo, se mostrando altamente relevante principalmente quando aplicado a destinos turísticos.

No caso da Escadaria das Bailarinas, a ação transformou um local de passagem intensa e degredado, em um charmoso ponto turístico, querido pelos moradores do bairro, e fotografo intensamente pelos inúmeros passantes do local. Além de ser uma oportunidade única da marca Bonafont demonstrar seu compromisso com a cidade e seus habitantes.

Nosso papel foi coordenar e ajudar a viabilizar a participação do investimento de marketing em uma entrega tangível para a cidade e a paisagem urbana.

Agora, Kobra busca apoio para fazer o projeto paisagístico do local . “Quando cheguei lá, na escadaria, decidi transformá-la com esse tema, de bailarinas, justamente porque era um ambiente um pouco escuro, um pouco pesado, até com usuários de drogas”, conta. Inicialmente, a pintura ocorreria apenas nos degraus da escada, mas, durante o trabalho, moradores  foram se envolvendo no processo e cederam seus muros para integrar a ação.

Para desenvolver seu projeto de PlaceBranding e fomento turístico, fale com nossa equipe.